Os Piores Filmes de 2014

Começando as listas de 2014 pelo que tivemos de mais fraco nos cinemas no ano que passou. Aqui ficam aqueles quase indefensáveis ou que realmente decepcionaram. Lembrando que valem para a lista apenas filmes vistos nos cinemas, em circuito comercial, mostras ou festivais.

10) Walt Nos Bastidores de Mary Poppins (Saving Mr. Banks) – 2013 – EUA – Dir. John Lee Hancock

A interessante história de bastidores e as ótimas atuações de Tom Hanks e Emma Thompson acabam submersas num mar de pieguice.

Walt Nos Bastidores de Mary (650x315)

9) Caçadores de Obras-Primas (The Monuments of Men) – 2013 – EUA – Dir. George Clooney

Nem Bill Murray é capaz de salvar o mais recente trabalho de Clooney, que representa um tipo de cinema não só antigo, como ultrapassado.

George Clooney;Matt Damon;John Goodman;Bob Balaban

8) Sin City: A Dama Fatal (Sin City: A Dame to Kill For) – 2014 – EUA – Dir. Robert Rodriguez & Frank Miller

Uma continuação tardia, que busca sustentação em seu visual outrora inovador, mas hoje já sem o mesmo frescor, em que o único real atrativo é a presença de Eva Green.

Sin city 2 (650x316)

300: A Ascensão do Império (300: Rise of an Empire) – 2014 – EUA – Dir. Noam Murro

“Sin City: A Dama Fatal”: Ctrl + C / Ctrl + V.

300 Ascenção (650x265)

7) Prenda-Me (Arrêtez-moi) – 2013 – França – Dir. Jean-Paul Lilienfeld

Duas boas atrizes (Sophie Marceau e Miou Miou) perdidas em um roteiro inverossímil e tão indeciso quanto suas personagens principais, que mudam de atitude e motivação a cada dois minutos.

Prenda-Me (650x272)

6) A Fuga (I Ekrixi) – 2014 – Grécia – Dir. Syllas Tzoumerkas

Entre tantos filmes gregos recentes que buscam fazer analogias sobre a crise financeira de seu país, o diretor Syllas Tzoumerkas escolhe um caminho que desconhece a sutileza, apostando num exagero que representaria um grito de desabafo de seu povo, mas cuja histeria de sua narrativa e personagens beira o insuportável.

Fuga (650x297)

5) À Procura (The Captive) – 2014 – Canadá – Dir. Atom Egoyan 

A carreira de Egoyan anda em baixa há algum tempo, mas 2014 definitivamente não foi o ano do diretor de “Exótica” e “O Doce Amanhã”, apresentando dois thrillers com premissas promissoras, mas com resultados extremamente frustrantes.

À Procura 2 (650x290)

Sem Evidências (Devil’s Knot) – 2013 – EUA – Dir. Atom Egoyan

Sem Evidências (650x306)

4) Isolados – 2014 – Brasil – Dir. Tomas Portella

A incursão pelo cinema de gênero na produção nacional é louvável, os atores se esforçam e o diretor Portella até consegue criar uma ambientação interessante. Mas o roteiro óbvio, as reviravoltas manjadas e a explicação desnecessária, que subestima o espectador, acabam com qualquer boa intenção.

Isolados (650x295)

3) As Tartarugas Ninja (Teenage Mutant Ninja Turtles) – 2014 – EUA – Jonathan Liebesman

Um dos ícones da infância dos anos 80/90 sob a fórmula Michael Bay: muitos efeitos, testosterona e explosões, mas quase nenhuma empatia ou carisma.

TEENAGE MUTANT NINJA TURTLES

2) 47 Ronins (47 Ronin) – 2013 – EUA – Dir. Carl Rinsch

Um pastiche mal feito de diversos gêneros fantásticos, que desperdiça os interessantes elementos da cultural oriental, bem como seu bom elenco internacional, em mais uma fórmula clichê hollywoodiana.

47-ronin-36 (650x289)

1) Frankenstein: Entre Anjos e Demônios (I, Frankenstein) – 2014 – EUA – Dir. Stuart Beattie

A moda do momento é revisitar personagens clássicos da literatura de terror com uma “nova roupagem”. Em um ano que também teve a origem de “Drácula”, este longa, baseado em uma HQ, joga o personagem do monstro de Frankenstein, de Mary Shelley, em meio a uma batalha milenar entre demônios, anjos, gárgulas e outros seres fantásticos. Pouca coisa faz sentido ou consegue divertir, enfileirando uma sequência de cenas que só provocam a vergonha alheia, estampada na expressão visivelmente constrangida de Aaron Eckhart no papel principal.

Frankenstein (650x267)

Por Leonardo Ribeiro

Anúncios

Sobre Leonardo Ribeiro

Redator publicitário desde 2007 e cinéfilo desde sempre. Da tentativa de unir minha profissão e minha paixão nasceu o Blog, com o sonho de que as duas coisas tornem-se uma só. Quem sabe assim poderei multiplicar a DVDteca de 500 para 5.000 títulos. Escrevo também para o site Cult Cultura e estou sempre em busca de aprimorar o meu conhecimento na sétima (e minha favorita) arte. Ver todos os artigos de Leonardo Ribeiro

2 respostas para “Os Piores Filmes de 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: