Romance de Um Massacre – Dir. Marco Tullio Giordana – 2012

560907_449930698399543_1685457669_n

Começando a parte contemporânea do 8º Festival Pirelli de Cinema Italiano com “Romance de Um Massacre”, de Marco Tullio Giordana. O filme acompanha os eventos que levaram ao atentado à bomba cometido em 1969, na Praça de Fontana em Milão e boa parte da investigação do caso. Giordana escolhe como personagens principais duas figuras que parecem tentar equilibrar os extremos da história. O primeiro é o chefe de polícia Calabresi (Valerio Mastandrea, do ótimo “A Primeira Coisa Bela”), um homem correto em busca da verdade, mas que se vê obrigado a contrariar seus princípios. O outro é o experiente revolucionário anarquista, Pinelli (Pierfrancesco Favino, de “Saturno em Oposição”), que apesar de suas ideias de esquerda é contra a violência e a revolução armada. A escolha desses personagens já mostra certa isenção do diretor em tomar algum partido, até mesmo pelo fato do caso até hoje não ter sido conclusivamente solucionado. Contando com uma excelente reconstituição de época, Giordana filma com elegância e consegue criar um bom clima de suspense, mesmo dividindo sua história em capítulos (como em um romance). O filme só perde um pouco do seu potencial para criar tensão devido ao grande número de personagens, especialmente os suspeitos. Políticos, policiais, membros de extrema esquerda, de extrema direita, os anarquistas, os fascistas, etc. Tanta informação acaba por gerar alguma confusão em determinados momentos. Ainda assim, “Romance de Um Massacre” tem seu valor pelas ótimas atuações, pela direção segura e principalmente por colocar em discussão esse episódio obscuro da história italiana, envolto em muitos mistérios e jogos políticos.

*Visto na programação do 8º Festival Pirelli de Cinema Italiano.

Por Leonardo Ribeiro

Anúncios

Sobre Leonardo Ribeiro

Redator publicitário desde 2007 e cinéfilo desde sempre. Da tentativa de unir minha profissão e minha paixão nasceu o Blog, com o sonho de que as duas coisas tornem-se uma só. Quem sabe assim poderei multiplicar a DVDteca de 500 para 5.000 títulos. Escrevo também para o site Cult Cultura e estou sempre em busca de aprimorar o meu conhecimento na sétima (e minha favorita) arte. Ver todos os artigos de Leonardo Ribeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: