Eu e Você – Dir. Bernardo Bertolucci – 2012

215085_450307785028501_451154223_n

Em um ano repleto de bons filmes de formação, sobre a juventude e sua complexidade, como “A Arte da Conquista”, “As vantagens de Ser Invisível” e “A Primeira Coisa Bela”, mais um título chega para ser adicionado a essa lista. “Eu e Você” é o novo trabalho do italiano Bernardo Bertolucci, quase 10 anos depois de “Os Sonhadores”. O filme apresenta a história de Lorenzo (Jacopo Olmo Antinori), um jovem de 14 anos, solitário e com sérios problemas para se relacionar tanto com seus colegas de escola, quanto com a família. Após receber de sua mãe o dinheiro para pagar uma viagem com a escola, Lorenzo decide não entregar a quantia e pegá-la para si. Com isso, ele poderá comprar os mantimentos para passar uma semana escondido no porão da mansão onde mora, enquanto seus pais acreditam que ele esteja no resort de esqui com seu colégio. O plano do garoto vai bem até que entra em cena sua irmã por parte de pai, Olívia (Tea Falco), que procura abrigo. O filme já abre com uma cena de Lorenzo em uma consulta com seu psicólogo, e logo depois em um diálogo que parece apontar para um aparente Complexo de Édipo entre o garoto e a mãe. Há também o fato dele admirar uma fazenda de formigas, animais de espírito coletivo por natureza, algo que contrasta com a inabilidade social do personagem. Tudo isso para evidenciar a confusão da mente do jovem, mas sem nunca apresentar algum trauma ou motivo maior para isso (temos um pai aparentemente ausente, mas nada além disso). Olívia também tem seus problemas, esses maiores. Viciada em heroína e de relações cortadas com o pai, a jovem artista plástica encontra no porão da mansão e na companhia do irmão o ambiente para poder se desintoxicar. Passado quase inteiramente em um único ambiente, o esconderijo dos jovens, o filme consegue manter um bom ritmo e Bertolucci cria algumas belas e delicadas sequências mostrando o desenvolvimento da relação entre os irmãos, como na dança ao som de “Ragazzo Solo, Ragazza Sola”, versão italiana de David Bowie para seu sucesso “Space Oddity”. Há também uma insinuação de incesto como em “Os Sonhadores”, mas que não se concretiza, já que esse é definitivamente um filme mais leve. Os protagonistas estreantes estão muito bem, demonstrando talento e naturalidade e Bertolucci os conduz bem. Mas com a escolha pela leveza, o filme limita suas ambições e não se aprofunda tanto nos temas apresentados. Não é um grande filme, mas tem suas qualidades. Destaque para o resto da trilha sonora com The Cure, Arcade Fire, Muse, Red Hot Chili Peppers e Bowie também em inglês.

*Visto na programação do 8º Festival Pirelli de Cinema Italiano.

Por Leonardo Ribeiro

Anúncios

Sobre Leonardo Ribeiro

Redator publicitário desde 2007 e cinéfilo desde sempre. Da tentativa de unir minha profissão e minha paixão nasceu o Blog, com o sonho de que as duas coisas tornem-se uma só. Quem sabe assim poderei multiplicar a DVDteca de 500 para 5.000 títulos. Escrevo também para o site Cult Cultura e estou sempre em busca de aprimorar o meu conhecimento na sétima (e minha favorita) arte. Ver todos os artigos de Leonardo Ribeiro

2 respostas para “Eu e Você – Dir. Bernardo Bertolucci – 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: